Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em busca da felicidade

A magia do coiso

 

Existe um gene muito especifico na minha família que nos dá a extraordinária capacidade de explicar toda uma situação usando mais de 50 % do que é dito pela palavra "coiso".

O mestre desta capacidade é o Augustinho, meu pai, maior cromo à face da terra. Mas havendo tempo falarei no futuro de mais cromissies deste super cromo.

Hoje vou falar de coiso.

Todos os dias liga aos 4 filhos, à mesma hora e ao mesmo minuto para cada um. Como o Nuno costuma dizer dá para acertar o relógio com o contacto do avó Augustinho. Quando são 21h05 minutos lá está o telefone a tocar. Se sei a hora podia ligar antes? Podia. Mas não não era a mesma coisa, particularmente porque a outra hora está a falar com outro filho. É a desvantagem de ter coma cambada deles...

Pois que as conversas são sempre muito similares, afinal de contas a minha vida é praticamente a mesma coisa todos os dias, nada muda por aí além, por isso é sempre o como estão? estamos bem e tu? já jantaram? não vamos jantar. E não muda muito disto.

Hoje estava para conversar mais, às vezes acontece, então vai de me explicar que estava a ver um programa com pequeninos, que em primeira mão pode parecer às pessoas que é um programa de anões, hobbits, mas não, é mesmo o programa "Pequenos Gigantes" da TVI, este programa estava a ser apresentado pela coisa, a coisa que apresenta aquele programa da tarde. Reconhecendo mais ou menos do que falamos cheguei à Fátima Lopes, depois no júri estava a outra coisa, aquela que também faz coisas de moda, a coisa, aí! A Rita Pereira. E aquilo era mesmo um bom programa porque participava o coiso, que é irmão do outro que também canta. Os anjos? Não, pá! O coiso, que o irmão também canta. Como está sempre um elemento da família Carreira num canal qualquer a qualquer hora do dia lá me ocorreu o David Carreira. Acertei. Depois aquilo era engraçado porque havia o coiso como mentor, aquele alto cómico, podia ser um mar de gente, mas lembrei-me que tinha visto o Raminhos na publicidade ao programa (vantagens de ver horas de anúncios hoje em dia). E foi assim, o coiso do coiso que é irmão do coiso.

Há uma semana conseguiu contar um episódio de infância com mais de 50 anos ao Nuno sempre no tema do coiso, o Nuno estava verdadeiramente impressionado, porque apesar ter sido a palavra mais usada conseguiu entender tudo.

Enfim, olha, coiso!

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------Blogs de Portugal------

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D