Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

A vida em verbos

Amar

 

Aqueles que me compõem os dias.

 

Ler

 

Todos os livros que tenho e todos os outros que quero. (só para este precisava de 8 horas por dia)

 

Escrever

 

Para pôr no papel todas as histórias que me lembro. Para as compor. Para deitar para fora os aglomerados de palavras, por vezes desconexos, que me assaltam as ideias e me roubam a concentração.

 

Escutar

 

Para fechar os olhos e ouvir a voz doce do meu filho quando aprende a falar. Para ouvir Mozart, Bach e Chopin. Para mexer a boca enquanto acompanho as letras do Jagged little pill.

 

Passear

 

Para conhecer o mundo. Umas vezes para lá dos meus horizontes. Outras no conforto das linhas que delimitam a minha vida. As saudades que tenho da minha pequena cidade.

 

Correr

 

Para espantar os meus demónios. Para enrijecer as carnes. Para gastar a adrenalina que se acumula. Porque sim.

 

Comer

 

Com glúten. Sem glúten. Tudo o que me apetecesse.

 

Rir

 

Porque sem o riso a vida é cinzenta. Poucas coisas na vida batem o prazer de uma gargalhada com vontade.

 

Reparem que o verbo trabalhar está excluído destes meus desejos de vida, considerando que a minha profissão de sonho é ser calona.

Estão também excluídos todos os verbos associados ao contexto escatológico, até porque no meu mundo ideal o ser humano só produz coisas lindas.

 

Nota: Eu afinfo na inspiração como gente grande.

 

2 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D