Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Agora é que vão ser elas

obama.jpg

 

Lembro-me como se fosse hoje do dia em que Barack Obama foi eleito presidente dos EUA. Lembro-me de acreditar que o mundo poderia mudar, quando a maior potencia do mundo, ainda ela muito enraizada com uma mentalidade racista, fechada e tacanha em muitos dos seus estados, elege para presidente um homem negro.

Num mundo perfeito não deviam ser avaliadas pessoas pela cor nem pelo género. Mas no mundo imperfeito em que vivemos, quando se colocam de parte essas diferenças, nem que seja por maioria e não por consenso de valores, é uma vitória.

Yes we can. Disse-nos então.

Yes we did. Disse ontem.

Gosto do Obama. Não é porque é negro, não é porque é americano, não é por ser o primeiro presidente negro dos EUA e nem mesmo por ser casado pela Michele. É por transparecer um bom ser humano. Alguém que realmente quer o melhor pata todos. Um bom homem. Uma boa pessoa. Alguém que não fez mais porque a constituição governamental dos EUA tem que se lhe diga. Na minha modesta opinião, lá está.

E agora passamos de um homem que é essencialmente uma boa pessoa, de alguém nos inspirou a todos, para um elemento que nos assusta pela sua instabilidade e por vezes falta de razoabilidade, um homem que já disse que faria coisas que não lembrariam a ninguém, nem mesmo no inicio do seculo XIX. Coisas como mandar construir um muro na fronteira do México e mandar-lhes a fatura. Ou deportar os que não são Americanos, nascidos em solo americano.

Ficaria com as terras vazias.

Estranha este homem ter dificuldade em encontrar artistas para a festa de tomada de posse. Esperava ter lá quem? A Beyoncé? A Jennifer Lopez? Faria sentido.

Vi hoje de manhã um pouco do discurso do Obama e pensei o mesmo que a maioria dos americanos presentes. “Fica mais 4 anos”. "Não te vás embora".

4 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------Blogs de Portugal------

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D