Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Bora viver para a Suíça e sacar quase 60 mil euros

albinen.jpg

 

 A aldeia de Albinen na Suíça está a oferecer 21 mil Euros para quem queira ir para lá viver. Assim, 21 mil euros por adulto e quase 9 mil euros por criança, e isto apenas para que queiramos ir para lá viver.

Lendo as letras garrafais da noticia dá-se um certo calor interior, afinal de contas um total de quase 60 mil euros só para me mudar é coisa para ser uma quantia agradável e fofinha. Vai daí, já com as malas a meio caminho, com o sonho de correr pelos campos verdejantes e saldar por cima das ervas densas, o idealizar de momentos retirados de um qualquer contos de fadas com uma casa de madeira em formato de chalé e neve ali mesmo ao lado para fazer bonequinhos e anjinhos deitada no chão enquanto se me enregelam as cruzes. No meio de tudo isto aproveito a fila de transito para ler a noticia de fio a pavio.

Confirmo que os suíços, espertos como ratos, também não andam para aí a dar dinheiros à doida. A aldeia de Aldinem fica no interior, longe das cidades, tem menos de 300 habitantes e quase não há postos de emprego. As ultima escola que havia foi fechada porque não havia crianças. Ou seja, para quem se mude vai ter de andar a percorrer quilómetros de carro para arranjar emprego noutra cidade qualquer e ainda tem de andar com os filhos à escola pois naquela aldeia bonitinha perto dos Alpes nem sequer há quem lhes ensine o abecedário.

Mas não acaba aqui, quem queira ir viver para Albinem tem ainda de fazer um investimento mínimo de 200 mil euros na compra de uma propriedade e esta tem de ser, forçosamente, uma habitação própria permanente, ou seja não dá para investir e fazer daquilo uma espécie de airbnb, nada disso, é para ir e ficar.

Por quanto tempo?

Ora pois, nada menos do que 10 anos. Em caso de desistência anterior a pessoa tem de devolver o guito todo ao Estado Suiço.

Ou seja, para quem pense que vai para uma vida de sonho tire daí a ideia. Não só vai viver para o meio do nada, literalmente, como ainda por cima tem de gastar uma nota com uma casa no meio do nada. Para receber os dinheiros têm ainda de se comprometer a gastar uma década da sua vida com a sua morada fiscal numa localidade que fica longe da escola dos filhos e do emprego. Em resumo, é pior que ir viver para o Pinhal Novo e continuar a trabalhar no Tagus Park, porque aqui ainda leva com a neve uma e as extremidades enregeladas uma boa parte do ano.

Obrigada senhores da Suíça, vou passar.

 

Podem ler a noticia completa aqui.

 

11 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D