Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em busca da felicidade

Cenas do Augustinho

Hoje liguei antes da hora marcada para fazer a chamada do xixi. O pequeno estava despachado, o jantar estava ao lume e como faltavam poucos minutos para o telefone tocar antecipei-me.

Depois das mesmas perguntas de todos os dias, na mesma ordem que todos os dias...

- Tô aqui a ver aquilo do bullying e até tou a ficar mal disposto.

- Aquilo do bullying, então mas isso não foi ontem?

Podia jurar que tinha visto o "E se fosse consigo?" ontem, mas como isto vai de mal a pior ainda pensei que tinha sonhado.

- Não, tá a dar agora. Se calhar tão a repetir.

- Pois, se calhar. Mas é estranho...

E era, depois fui confirmar e o programa teve tanto impacto que voltaram a passar algumas partes no Telejornal, só que, como o Sr. Augusto está sempre no zapping nunca apanha um programa como deve de ser e depois aquilo baralha-se tudo naquela tola.

- Então não é o que estão uns tipos a meter-se com um ruivito?

- É.

- É pá, é o que tá aqui a passar e eu até já tô a ficar mal disposto com isto. Revolta-me. Tá certo que sempre vão passando pessoas para ajudar mas isto está a revoltar-me.

- Sim de facto é triste, mas pelo menos todas as pessoas pararam para ajudar.

- É pá tá bem, mas com que necessidade é que aqueles gajos estão a fazer aquilo ao miúdo!?

Espera aí, há aqui qualquer coisa que não está certo...

- Tu sabes que isso é encenado, certo?

- Como assim, encenado?

- Que são atores. Não há de facto uma vitima.

- A sério! É pá porra! Já tava a ficar lixado com isto.

Em resumo o Augustinho achou, de facto, que estavam três rufias a fazer mal a um puto ruivo e que estavam sempre a repetir a trapaça mesmo passando diferentes pessoas. Ou seja, era uma espécie de bullying em loop, onde só o espectador muda.

Agora, como é que eu posso ser boa da tola quando 50 % dos meus genes são assim? Não dá, né!?

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D