Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Detesto gente estúpida

untitled (1).png

 

E irritam-me um grande pedaço as pessoas mal educados. Pior de tudo é quando a pessoa que é estúpida normalmente também é mal educada. Diz que é coisa que anda lado a lado.

Isto faz-me um tudo nada de confusão, esta coisa de seres vivos que estão registados como seres humanos mas depois se comportam como se estivessem no meio da savana.

De maneira que hoje estávamos a regressar do almoço e esperámos tempos infinitos pelo elevador. Coisa que acontece frequentemente e agasta uma pessoa. Há 6 elevadores disponíveis, mas parece que trabalham à vez. Um de cada vez.

Vão-se amontoando pessoas à porta até que se ouve o plim de entrada.

Chega o elevador e é tudo a "mandar-se" lá para dentro. Que se lixe quem estava, querem é entrar.

Eu, habituada que estou, se cheguei no fim, aguardo. Se estou há espera desde que não estava ninguém, faço ombro rijo e caminho em frente, se placar um ou uma...temos pena!

Entramos e ficamos perto da entrada, já não havia mais espaço. Porque as pessoas que entram primeiro, não se aconchegam no fundo de forma a cabermos todos.

Então entra um enxame de jovens moças que vá de pressionar quem está à entrada e nada de pedir licença. Uma abecola em especial, "distraída" na sua mensagem, pressiona o Nuno com o ombro até que haja espaço de lado. O rapaz todo espremido.

- É continuar a empurrar que isto de pedir licença dá muito trabalho.

Alvitro eu que fico azeda com estas tretas.

- Tu não dizes nada.

Digo eu ao Nuno.

O Nuno, homem pacifico encolhe os ombros.

Se fosse comigo tinha-lhe dito.

- Se me empurra outra vez com o ombro empurro-a de volta e tenho a ideia que ainda acaba a escrever a mensagem do lado de fora do elevador. Não tem boca para pedir licença a quem está lá atrás?!

Tão espertos para umas coisas e tão estúpidos para outras.

Arre!

 

21 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D