Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

E o Natal passou-se assim

Escrevo este post com o dia 25 a chegar ao fim e os resumos deste Natal de 2016 com balanço mais positivo que em 2015.

Para mim, desde que sôtor nasceu que a prenda é sempre a mesma. A que peço e a que, felizmente, tenho tido.

Não espero que se mantenha assim por muitos anos. Só quero mesmo que seja assim para sempre

Pois que a minha prenda é essa mesma. Sôtor meu filho. Saudável e feliz. Que mais posso eu querer?

75 milhões de euros? Sim. Mas só se esta parte estiver garantida.

Pois então, em jeito de sumário tenho a dizer:

- Ceia de Natal bem boa com marido, filho e sogros em casa. Trocámos meia dúzia de prendas e estávamos na tulha antes das 23 porque sôtor não tem idade para noitadas. (ou pelo menos era isso que eu pensava).

- Às 5h 30 minutos sôtor entende que é boa hora para a alvorada. Na excitação de brincar com os brinquedos novos até acordou mais cedo. Tentámos convence-lo a dormir mas o gajo nada de aceitar. Antes das 6 da manhã estávamos a caminho da sala para montar Lego. 

- Sôtor tem uma memória melhor que a de sua mãe e recordava-se perfeitamente do que tinha recebido tendo o tipo percebido que faltava uma caixa de peças (os avós levaram para ele brincar durante a semana). Por forma a tranquilizar a coisa, e porque estávamos a dormir, decidimos dar-lhe um tapete de pintar que tínhamos decidido que só lhe íamos dar mais tarde.

- Era suporto as canetas terem tinta de fácil lavagem, e à partida até têm, mas só no tecido especifico. Porque já esfreguei as mãos do puto e até esta hora ainda estão verdes.

- Às 7h 15 minutos conseguimos convencer sôtor a voltar para a cama. Dormimos quase até às 10 e passámos parte do dia grogues. Todos.

- Pela primeira vez na vida chegámos atrasados a um almoço de família e até o meu irmão me ligou porque não tínhamos dito nada.

- Almoçamos com família numerosa e sôtor portou-se como um herói, sendo, em permanência encorajado pelo tio a dizer "Benfica".

- Sôtor descobriu que o tio tem uma pequeno jardim na parte de trás de casa e, na zona onde está uma espécie de horta, escavou diversos buracos. O tio aprovou de maneira que não aceitamos reclamações.

- Sôtor dormiu o sono dos justos no caminho e hora e meia depois.

- Jantar - tostas e chá derivado das comezainas do dia.

 

Foi um bom Natal e afinal o Espírito de Natal sempre apareceu, devia estar à espera do fim de semana.

Agora, Ano Novo! Venha de lá o gajo!

 

2 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------Blogs de Portugal------

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D