Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

E se eu fizer "não resoluções", pode ser?

frases_de_ano_novo.jpg

 

Estamos na reta final do ano e por toda a parte se fazem resoluções. Toda a gente quer ver 2016 pelas costas e dar as boas vindas ao novo ano. Como já é habito, já cansados do ano velho, em que fizemos promessas a nós mesmos, muitas vezes as mesmas de todos os anos, sempre acompanhadas da frase "mas este ano é que vai ser". Queremos que venha Janeiro numa esperança de que as chatices fiquem presas a uma qualquer estaca que faz parte do ano velho e que a 31 lá fiquem retidas as malditas.

Uns fazem resoluções, outros dizem que não querem fazer grandes compromissos, há os que não acreditam nessas coisas e os que fazem pouco dos que as fazem.

Tenho as minhas, claro, mas essas ficam só para mim. Guardadinhas em papel.

Por isso pensei em pegar no tema de outra forma. Então e se eu fizesse "não resoluções"?

Em vez de falar do que eu pretendo fazer, falo do que eu não quero fazer em 2017. É mais ou menos o mesmo mas pela negativa, só assim para ser diferente, porque tenho a mania que sou esperta ou coisa que o pareça.

De maneiras que.

 

 Em primeiro lugar, faço todas as intenções de não falecer. Essa é muito importante, porque sem essa não dá para cumprir as resoluções nem as não resoluções.

 

 Não fazer dieta, até porque está mais do que visto que não resulta.

 

 Não me escangalhar toda, diz que é coisa que doí.

 

 Não cometer nenhum crime, acima de tudo porque depois me faz anotações no registo criminal e isso tende a dificultar aquisição e/ou manutenção de emprego.

 

 Não pintar o cabelo de louro, era capaz de ficar a parecer uma ave rara pior que o Bieber.

 

 Não gastar dinheiro em coisas parvas (vá tinha de pôr aqui uma que não é para cumprir) e já agora...

 

 ... não me chatear com gente parva (outra que só cumpro p'aí até final de Fevereiro e mesmo assim lá pa dia 20 já está a ser esticadinho, que isto a magia do ano novo passa rápido).

 

 Não me candidatar à presidência da republica, não só porque não vamos entrar em ano de eleições, mas também gosto que chegue do nosso querido Marcelo para lhe querer ficar com o poiso.

 

 Não comer chucrute, que é uma coisa feia e com ar a atirar para o nojento.

 

 Não comer favas (a não ser que sejam fritas, essas já marcham).

 

 Não ir para a praia de biquíni brasileiro (já não tenho idade para isso e de qualquer das maneiras nunca tive lombo para a coisa).

 

 Não ofender outros condutores que, às 7 e meia da manhã insistem em estar mais preocupados com a batida da faixa ao lado do que em chegar a horas ao trabalho, energúmenos (esta é mais uma para não cumprir, até 2 de Janeiro devo conseguir, até porque 1 é feriado).

 

E é isto pessoas. "Não resoluções".

 

Pode ser assim?

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

7 comentários

Comentar post

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------ Gostar da Página ------

------ Blogs de Portugal ------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D