Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em busca da felicidade

O encanto dos canhotos

 

Não sei explicar porquê mas para mim os canhotos têm um encanto especial, não sendo por isso de estranhar que tenha casado com um. Há qualquer coisa de mágico na forma como pegam num caderno e o põem debaixo do braço esquerdo, a ajeitam, pegam na caneta e escrevem na ordem contrária, para eles de fora para dentro, de lá para cá.

A primeira pessoa canhota que conheci foi uma colega de primária, chamava-se Liliana e aprendi há poucos dias que é médica e trabalha num Centro de Investigação em Sidney. Coisas que o Facebook nos proporciona. Lembro-me de a ver escrever, sempre com a letra mais perfeita que alguma vez conheci e sempre num sentido contrário ao meu.

Aos meus olhos era extraordinário. De tal forma que decidi aprender a escrever com a mão esquerda. Quis aprender e tornar-me canhota. A minha mãe apanhou-me nesta demanda, deu-me uns calduços e prometeu mais se eu insistisse. É que no tempo dela as crianças apanhavam quando escreviam com a mão “errada” e não estava muito actualizada nesta matéria. É que já estava mais que provado que não havia “defeito na criança” nem tinha ela sido enviada pelo diabo só porque escrevia com uma mão diferente da dos outros.

Resignei-me, mas ficou a inveja de não escrever com aquela que para mim é a mão certa.

Assim, já que não escrevo com a mão esquerda aproveito para fazer tudo aquilo que, com jeito, ainda consigo fazer mais com esta mão do que com a direita e para complementar arranjei uma cara metade com o encanto de ser canhoto.

O pequeno ainda não sabemos o que vai ser, mas sempre que chuta a bola com o pé esquerdo há qualquer coisa que vibra em mim com um “será!?” cheio de entusiasmo.

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D