Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

O génio de João Lobo Antunes

Sempre me fascinaram aqueles cuja inteligência transcende o que a razão consegue explicar.

Sempre me fascinaram aqueles cujo intelecto não pode ser meramente qualificado pela máxima inteligência. Aqueles cuja palavra "brilhante" melhor os caracteriza.

Todos sabemos quantas bolas de outro ganhou o Cristiano Ronaldo. Todos sabemos por quantos clubes passou Jorge Jesus. A maioria sabe do valor de Luís Filipe Vieira para o Benfica ou do Pinto da Costa para o Futebol Clube do Porto.

Todos sabemos de coisas que nos entretém a mente, mas pouco dos que silenciosamente brilham nas suas áreas e que quem sabe um dia, numa sala fria, esterilizada, e carregada de luzes fortes, nos garantem a vida. A nossa ou daqueles que mais amamos.

Por isso convido-vos a conhecer um pequeno milímetro do génio de João Lobo Antunes, neste artigo do Público.

João Lobo Antunes um dos médicos mais brilhantes que o nosso pequeno país já vi. Arriscaria dizer que um dos neurocirurgiões mais brilhantes que o mundo já viu. Um médico, um homem, uma pessoa.

Deixo-vos com uma reflexão de João Lobo Antunes que li hoje no Observador:

"A doença convida ao exame da vida, provavelmente a única circunstância em que chegamos próximo da análise lúcida do caminho percorrido. Então regressam à cena os actores esquecidos da nossa biografia. Voltamos a viver os momentos em que subimos mais alto do que alguma vez aspirámos, ou descemos àquela profundidade em que a vergonha nos perdera. Ouvimos novamente as palavras que deveríamos ter contido ou então, pelo contrário, as que ficaram por dizer. Contabilizamos o balanço final e escrevemos, com um sorriso e um travo de amargura, o último currículo.” (citação do observador, aqui)

 

Ontem foi um dia feio, porco e mau. Estou cansada desde 2016.

7 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D