Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

O que é feito do meio termo?

 

Olho à minha volta e tudo parece acontecer numa reduzida disponibilidade de medidas que se distancia entre o 8 ou o 80. 

Algures na minha vida recordo-me de alguém sábio ter dito que a melhor forma é o equilíbrio. Aquilo a que chamamos tantas vezes de «meio termo». 

Mas tudo parece uma obrigação ou uma abstenção. As escolhas transformaram-se em ideais de vida.

Correr é um estilo de vida. 

Comer é um estilo de vida.

Vestir é um estilo de vida.

Tudo serve para ditar que tipo de pessoas somos, como se, a realização de escolhas comuns, como o que se come ao pequeno almoço, definisse a nossa essência.

O que é que aconteceu à pessoa que corria pelo prazer de correr?

Deu lugar à pessoa que cronometra a sua corrida ao segundo e se esmera para que o km seja feito em cada vez menos tempo.

O que é feito da pessoa que corria para mirrar o lombo?

Deu lugar à que correr por paixão. À que «papa provas» todos os fins de semana e fala disso a todos os momentos.

O que é feito da descontração de comprar um chupa a um filho a vê-lo contente?

Deu lugar à leitura frenética de rótulos, em busca de encontrar todos os ingredientes venenosos que alguém disse que lá estavam. Esse alguém que mora virtualmente num qualquer site online.

(lembrem-se que, da mesma forma que quem vende os chupas vive deles, também quem nos informa de todos os males vive de alguma coisa).

O que é feito do «ir ao step 2 vezes por semana com as amigas»?

Está enterrado numa inscrição «livre trânsito» num qualquer ginásio de renome. A pagar para poder ir todos os dias e em metade deles fazer horas extra no trabalho para dizer mais uma vez: «olha, hoje também não deu...».

O que é feito de quem ia cortar algumas coisas porque queria perder 4 ou 5 quilos?

Deu lugar à pessoa que mudou a sua forma de viver. A que tem um dia definido por semana para poder chafurnar no que lhe apetece e passa os outros 6 em privação. Mas uma privação feliz, com certeza.

O que é feito da pessoa que lê um livro com todo o tempo que ele merece? Que o saboreia. Que o pensa depois de terminado?

Está já de novo livro no mão. Afinal de contas tem uma aplicação que faz contas aos livros que lê por ano. E esses, que antes eram lidos por prazer. Apenas. Hoje são o objeto de uma competição do leitor com o leitor. Ganha sempre o leitor.

No meio disto pergunto-me o que é feito do meio termo? Do fazer o quanto baste na maioria das coisas da vida? Do saber viver sem a adrenalina do limite?

O meio termo não é radical. Não dá nas vistas. Nunca ninguém fez um filme sobre alguém que vive em meio termo, que vive equilibrado. O sensato não dá likes em páginas de facebook. Não gera controvérsia. Não apaixona. 

Vive, algures, maravilhosamente apagado para as massas.

Mas e a adrenalina?

Ela faz falta. Só não faz falta para tudo.

Ou se calhar não me faz falta para tudo.

Hoje lembrei-me do meio termo. Achei-o sozinho.

Ou se calhar senti-me sozinha com o meu meio termo.

2 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D