Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Olá pai. A mãe tá furiosa!

As férias estão a acabar e é preciso organizar a casa. Detesto fazer limpezas. Detesto arrumações. Tenho alergia à lida da casa. Mas como tenho amor ao dinheiro, cá em casa, tratamos nós das limpezas e arrumações.

Sôtor meu rico filho ia passar o dia com os avós. Os velhotes estão cheios de saudades do neto e nós precisávamos de tempo e descanso para arrumar. Sim, alguns dias parece que arrumar seria um descanso.

Tomámos o pequeno almoço, eu fiquei em casa para começar a aspirar camas de cães e o pai saiu com ele.

Tudo estada a correr pelo melhor, estava embalada, já tinha quase uma assoalhada tratada e até tinha arrumado a minha «ala dos sapatos», quando vejo sôtor a entrar pela porta do quarto.

Hipocondríaca como sou a primeira coisa que me ocorreu foi: estava a ter visões. Que o miúdo não estava ali, a minha cabeça estava a vê-lo. A culpa estava a trazer a imagem da coitada da criança que estava a ser entregue aos avós por meio dia para eu limpar sem afazeres extra.

A minha mãe sempre arrumou tudo com os pirralhos em casa.

A minha mãe era uma mulher feita de uma fibra diferente da minha.

Vejo o Nuno entrar e só quando este encolheu os ombros me consciencializei que eram mesmo eles e não o principio de demência.

Eu - Então?

Nuno - Não quis ficar.

Eu - Então?

Nuno - Disse que «papá e mamã em casa, 'Cado casa. Pá chemana mamã e papá tabalhari, 'Cado vô e boís e vó!»

Em resumo: se os pais estão em casa, ele quer estar em casa. Quando forem trabalhar e ganhar tostões aí sim senhor, podem deixar a criatura com os velhotes de sempre e o cão Boris. Afinal de contas alguém tem de dar o lombo para pagar isto tudo.

Eu - Certo.

Nuno - Não ia deixá-lo a chorar.

Eu - Certo. Vamos demorar 10 vezes mais tempo a limpar isto.

Nuno - Eu sei.

Eu - Vou acabar de limpar o quarto e tu ficas a dar conta dele. Senhor Ricardo, você vai portar-se como deve de ser senão vamos ter problemas sérios. Hoje é dia de limpezas, tens de ajudar. Ou então vais para os avós que querem muito brincar contigo.

Sôtor - Tá bem mãezinha!

Sempre que está a ganhar a batalha eu sou a «mãezinha». Também já aprendeu que dizer que se vai comportar compensa, por isso vai sempre portar-se bem.

Ligo o aspirador.

Eu - Sai dai. Não pises isso. Desvia-te do aspirador. Sai que a mãe tem de arrojar a cama. Vai para o teu quarto. Vai para o teu quarto. VAI para o teu quarto. Vai brincar filho. Não puxes o fio. NUUUUUUNO! Leva o menino daqui. Se. Faz. Favor. Grata!

O pai levou-o para o quarto dele para brincar.

Acabei de arrumar o quarto. Passei a «pasta» ao pai. O pai saiu para ir despejar lixo e ir buscar almoço.

Eu - Lembras-te que hoje é para arrumarmos coisas, certo?

Sôtor - Certo.

Eu - A mãe tem de estender a roupa. Tu ficas a brincar no teu quarto.

Sôtor - Anda bincar com o 'Cado.

Eu - A mãe vai estender a roupa. Podes vir para o pé de mim. Mas eu acho melhor que brinques no teu quarto.

Sôtor - Tá bem mãe....

Começo a estender a roupa na varanda e vejo-o chegar com os bonecos. Está a transportar tudo do quarto para o escritório.

Eu - Filho, chega de bonecos. Caso contrário depois temos de voltar a pôr tudo no quarto.

Sôtor - Tá bem mãe...

Decide ir brincar mesmo para a porta que dá acesso à varanda. Impedindo a minha passagem.

Eu - Ricardo sai daí filho, a mãe tem de passar. Ricardo desvia-te. Não te pendures no móvel. Não. Não Não. NÃO. Não te pendures no móvel. Vou contar até 3, desce dai. Obrigada. Larga a bola. Larga. A bola. Não atires isso ao cão. Essa bola é muito pesada filho, não dá para jogar com o Ghandi. Saí dai. Sai. Sai. Sai. Aíiiiiiiiiiii! Não. Não te metas dentro da cama dos cães. Sai. Saí. Não. Sai. Ai. Ai. Aiiiiiiiiii! A mãe vai zangar-se contigo. Ricardo devias ter ficado nos avós, eles tinham tempo para brincar filho. Sai do móvel. Não te pendures aí. Sai. Desvia-te. Desvia....te. Estou a ficar zangada contigo, daqui a nada vais para o teu quarto pensar na vida. Queres?

Pegou no telefone fixo de casa, saiu e pondo o auscultador no ouvido disse:

- Olá pai. A mãe está furiosa!

Só me deu para rir.

Estava a acabar de estender a roupa e ouço:

- Está pesa! Está pesa! Está....pe...sa!

ZABUM!

- Ah, já tá!

Tinha acabado de conseguir tirar uma gaveta inteira do móvel e espalhado os brinquedos todos. Estava satisfeito.

Acabei de estender a roupa.

Suava.

Ele arrancou para a cozinha. Quando lá chego estavam todos os pacotes de natas em cima da mesa da cozinha.

Eu - Que estás a fazer?

Sôtor (com um sorriso vitorioso) - Uma toggi!

Estava a fazer uma torre.

Para isso usava todos os pacotes e latas que estavam à mão na primeira prateleira da dispensa.

Eu - O frasco de polpa de tomate não. Não, o grão não. Não, os tremoços não. Não, o feijão não. Se é vidro é não.

Quando o pai chegou estava Sôtor sentado para comer a sopa. Eu estava a precisar de medicação e a ver o 5º episódio do Ruca.

Só acalmou quando foi dormir a sesta e depois...

...depois, quando acordou, we did all over again...

 

 

 

2 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D