Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Os brinquedos, as crianças, os pais e a noite de Natal

 

20161225_210247.jpg

 

Ainda não percebi se as escolhas feitas pelas marcas para segurar os brinquedos nas caixas têm por objetivo segurar os ditos no sitio, garantir que as crianças não se magoam ou pretendem apenas fazer os pais suar que nem porquinhos na noite de natal com as crias a guinchar e a gritar numa pressão que nem o pior dos patrões consegue imprimir.

Já não basta os desgraçados dos pais trabalharem que nem mouros para comprar às crias os tão desejados objetos, que depois, em muitos casos se fingem ser entregues por um velhote gordo de barbas brancas que desce sempre pela chaminé mesmo que a casa não tenha, granjeando sempre os louros dos presentes que os putos recebem à laia de bons comportamentos que aconteceram de quando em vez. Nos intervalos das birras e das vontades, vá. A somar a isto ainda os coitados têm de estar ali, munidos da caixa de ferramentas, chave de fendas, busca poles e alicate. Tudo para garantir e extração dos bonecos de dentro da caixa.

Tudo para culminar na potencial choradeira quando, depois de feita a extração, se percebe que a porra do boneco não trás pilha. Quando se corre a casa toda e se esventram todas as gavetas para perceber que não há aquele tamanho em casa.

"Até pensava que já não se faziam".

O que vale é que este ano no AKI já há uma caixa por 12 euros e tal com pilhas de todas as qualidades imagináveis. Pode ser que tenham salvo alguns pais este natal.

É que uma pessoa pelo preço que cado boneco custa pensa sempre que trás pilha. É o minimo.

Senhores das marcas. Menos. Qualquer dia vemos o J.I. Jo colado com silicone do bom. Não vá o gajo tentar sair da caixa. Que o tipo é manhoso e cheio de truques.

 

2 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------Blogs de Portugal------

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D