Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Porque raio não nasci boa com'ó milho?!

Coco-Austin-plastic-surgery-09.jpg

 

Faço a mim mesma e aos céus esta pergunta diversas vezes. Especialmente quando tenho de ir ao ginásio, como hoje, e só me apetecia era estar em casa enroscada numa manta a emborcar pipocas.

Vocês perguntam "ah e tal e aquela sensação boa depois de treinar?!" Está lá sim senhora, mas se fosse só pela sensação corria ao domingo, que não há nada no dia que suplante a tristeza de uma pessoa que anda à 33 anos para ganhar o Euromilhões e que nem 2 números e 1 estrela acerta.

Depois há a comida. Alguma já me faz malzinho, derivado da idade, porque quando era nova comia como uma lontra e não havia cá intolerâncias. E aquela que eu gostava de emborcar a rodos mas que não posso por causas que me faz crescer de sobremaneira para os lados, assim em banhas moles que pendem quando uso vestidos mais p'ó apertados.

Calho a nascer com genes de gaja boa e lá fazia a manutenção da viatura corporal, mas só fazia assim o essencial. Como digerir uns verdes, fazer umas corridas nos dias livres e dar umas braçadas na praia em tempo de verão. Sempre ali assim, gostosa de biquíni.

Assim não. Como os genes que regem este corpo tendem para a parte alontrada da vida, lá arrasto eu o lombo para o ginásio, sem vontade, porque a força do querer é maior.

Cristo, não fizeste de mim boa, não fizeste de mim linda, não fizeste de mim rica. Esperta dispenso, que a esperteza só serve para perceber melhor ainda esta minha condição.

 

Nota: Faço notar que apesar das minhas pedinchecis agradeço sempre a saudinha, o ar nos pulmões (excetuando naqueles dias em que o elevador está muito cheio e uma pessoa quase desfalece) e andar cá todos os dias, sim!?

6 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------Blogs de Portugal------

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D