Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Precisamos das velhas rotinas de sono, e que a casa apareça limpa

 

Era 3:30 da manhã quando começou às voltas, uma lambada para a direita, duas chapadas à esquerda e os gemidos de quem quer o que não sabe. 

- Outra vez!

O que será que se passa, não há febre, não parece der desconforto. Quer mimo.

Depois de o tentarmos ajudar nas suas voltas e reviravoltas lá acorda. Pergunto-lhe se quer leite e ri, a forma que conhece de dar a entender que sim, que é isso mesmo.

- Era fome.

Pois era. Bebeu o leite todo, chuchou 2 minutos no dedo e no final, estende o braço, aponta o dedo e "bâdâaaaa!".

A partir deste momento sabemos que está tudo estragado. Que está desperto, que quer conversa e que não vai desistir tão cedo.

Tentamos sentá-lo. Tentamos deitá-lo. Deixamos que faça um monologo a ver se se deixa adormecer. O ciclo repete-se por mais hora e meia. Quase adormece, depois estende o braço e "bâdâaaa!".

É nestas alturas que uma pessoas reavalia a condição humana e vê a sua paciência como uma especie de liquido mágico que se esvai do pote onde está cuidadosamente guardado.

Primeiro é "vamo fajere óó, tá bem?!", depois é "vamos fazer óó, filho", passa para, "vá lá filho, vamos dormir", até que chega ao "aí criatura, porque é que não dormes?!".

Adormece e deixa-nos ficar na cama até às 9 horas. Se hoje repete a proeza amanhã vai ser lindo!

Agora vai passar umas horinhas aos avós (benditos avós). E não, nós não vamos descançar, vamos tentar exorcisar a casa de todos os males que a apoquentam. Limpar, esfregar, lavar. 

Aí como é gostava de ter uma senhora simpática que cá aparecesse quando eu não estou e por magia fizesse tudo ficar a brilhar.

2 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D