Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em busca da felicidade

Que sera, sera!

 

Já não me recordo muito bem onde ouvi esta frase, mas sei que foi numa entrevista que vi na televisão. A pessoa entrevistada dizia “o que eu tiver de ter eu vou ter, e é assim que eu vivo”. Dizia isto não como quem reflecte sobre a facilidade de viver à sombra da bananeira, mas com a tranquilidade de quem vive a vida sem estar preocupado se vai conseguir isto ou aquilo, se vai ter mais ou menos, se vai viver muito ou pouco, com a tranquilidade de quem vive bem com o que é e com o que tem. Com o à vontade de quem não precisa de olhar para a vida dos outros para avaliar a sua, porque afinal de contas o que é seu está guardado, para o bem e para o mal.

A espaços lembro-me desta frase, recordo-me de a ter ouvido acompanhada da tranquilidade de quem vive assim, confortável na sua pele. Lembro-me desta frase e digo-a várias vezes para mim mesma sempre que me começo a preocupar demais, com o que a vida pode ou não trazer. Lembro-me e começo aos poucos a aceitar a inevitabilidades da vida. Vão sempre haver contornos nos nossos dias que nós não podemos controlar, vão sempre haver coisas para fazer que não queremos fazer, vão sempre haver dias bons e maus. Cabe-nos acreditar que as coisas se vão resolver, que dias melhores podem vir. Cabe-nos pensar no dia de hoje, aproveitar o que temos agora que do futuro ninguém sabe. Acho que às vezes nem o Senhor lá de cima já sabe o que há-de fazer com esta gente toda cá em baixo.

Claro que esta não é uma frase do encosta-te que se tiveres de ter um bom emprego, uma boa casa, uma família linda ela te vai aparecer aos pés assim como nem sabes bem como. Esta é aquela frase que nos diz que as oportunidades nos vão aparecendo, às vezes nem sabemos bem de onde, e que nos cabe a nós ter a capacidade de as ver, e essa capacidade só lá está se estivermos concentrados naquela que é a nossa vida agora, sem estar sempre a espreitar para aquela bola de cristal que gostamos de carregar, a tentar criar prognósticos para o futuro, prever e controlar.

Esta não é uma frase para deixarmos de seguir os nossos objectivos, para trabalharmos pelo que queremos e tentarmos alcançar os nossos sonhos, é uma frase que diz que às vezes uma porta fecha-se, a tristeza instala-se, mas se estivermos atentos afinal era importante que se tivesse fechado para que se abrisse a janela que nos levaria para um trilho melhor.

Quantas vezes já não me aconteceu algo assim, planeava a vida de forma A ou B, depois correu mal – algumas mesmo mal – caí, levantei-me, mais forte do que era e percebi que afinal havia um motivo melhor, afinal se calhar aquilo tinha acontecido por algum motivo.

Não me é fácil fazer este tipo de aceitação, gosto de prever e controlar, quero saber antes de acontecer para acautelar. Mas não é possível. E se passo a vida nisto o tempo corre e eu quis sempre ter a minha cabeça dois passos à frente.

Por isso o mantra de hoje é esse mesmo “o que tiver se ser meu, vai ser meu” ou se quisermos como diz a musica “o que sera, sera, whatever will be, will be, the future is not ours to see, o que sera sera…”.

E que o que tiver de ser meu seja maioritariamente bom, venha quando tiver de vir, tenha eu a capacidade de ter a cabeça no sitio certo para ver o que de bom tenho a cada dia da minha vida.

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------Blogs de Portugal------

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D