Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em busca da felicidade

Senhor Presidente

 

Quem me conhece sabe que não tenho cor política. Sou uma moça com mais tendências de esquerda que de direita, mas cor política não tenho.

Aliás, por mais incorrecto que possa parecer, tenho dias que prefiro esquecer que existe essa coisa da política, tal não é o mundo sujo que nos rodeia.

Gosto de pessoas. Ou desgosto de pessoas. Acima de tudo a minha avaliação vai para o carácter de cada um. E confesso que, em 33 anos de vida me tem sido difícil encontrar algum de que goste. Muito difícil.

Sempre disse ao Nuno "Se o Marcelo se candidata voto nele, gosto do homem..."

E lá andámos naquilo do candidata, não candidata, até que por fim lá disse que sim, que se candidatava.

Já sabia para onde ia o meu voto.

No dia de votar estive fracções de segundo dentro do guiché, só o tempo de encontrar o nome certo e colocar a cruzinha.

E não é que foi mesmo o nome certo. Hoje estou certíssima disso.

Um homem que tira selfies na praia. Que abraça homens e beija crianças. Um tipo que dá um trabalho do caraças aos seguranças porque anda sempre no meio da malta.

O RAP disse antes das eleições que corríamos o risco de "passar de um presidente que nunca fala, para um que nunca se cala". E passamos graças a Deus!

O homem é uma alegria só.

Vai a todo o lado, mas não só onde fica bem. Tão de pressa está a torcer pela selecção como está na Madeira, em período de profunda infelicidade, quando pessoas estão desalojadas e despojadas de todos os seus bens, vai à Madeira para dar um abraço, uma palavra de conforto, um mimo a uma criança que o aborda, dizer "ainda cá volto para conhecer a sua casa nova".

Este fim de semana li mais esta noticia. Impede o abate de animais que, como se já não bastasse terem ido parar às mãos de gente que não merece o ar que respira, ainda tinham como destino a eutanásia, porque pelos vistos não havia espaço para eles no mundo.

Isto é um presidente minhas senhoras e meus senhores. Pena que não viva para sempre. Pena que não possa votar nele nos próximos 100 anos.

Ou melhor, cá em casa não é o senhor presidente, é "O" Marcelo. Porque presidentes há muitos e este senhor é único. Não se fazem mais destes.

 

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D