Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Em busca da felicidade

Saí um Iogurte verde para a mesa do canto

Sem lacticínios, sem glúten nem açúcar e cheio de coisas boas.

Querem saber como se faz?

Ora cá vai disto.

 

IMG_3324.JPG

(quantidades para 2 pessoas)

 

  1. Colocar num liquidificador (ou em recipiente onde possam usar a varinha mágica): 1 iogurte vegetal (coco, soja ou amêndoa – sem açúcar) + 1 banana (de preferência madura) + 2 colheres de café de spirulina + 1 colher de café de lucuma + 2 colheres de café de maca + 2 colheres de sobremesa de mel*.
  2. Bater tudo.
  3. Dividir em duas taças e adicionar a gosto: morangos + amoras + mirtilos + kiwi + framboesas + bajas de goji + pevides.
  4. Terminar tudo com um pouco de canela.

 

Depois é tirar a foto para escarrapachar nas redes sociais (enquanto o prato ainda está arranjadinho) e depois envolver tudo e papar o iogurte que fica bem bom.

Quem vos ensina coisas boas, quem é?

Pois é!!!!

 

 

*Não comprem mel de supermercado, a maior parte dele é só açúcar. Se puderem vão aos mercados, às feiras das localidades. Compram bom mel, feito pelos apicultores locais. É biológico e não pagam o rótulo como tal. Sim porque nos supermercados bio limpam-nos a carteira com o preço do mel biológico (mas já foi pior).

 

Um jantar vegan

20161102_205909.jpg

 

Aos sábados gosto de ir ao mercado aqui da terra.

Gosto de ir às bancas do final e ver o que os pequenos produtores têm nessa semana. Legumes e frutas da época. Sem carimbos de validação biológica, mas mais orgânicos de qualquer um. Plantados pela pessoa que está a minha frente e colhidos pela mesma. Os molhos de nabiças presos por um cordel. O "quer um pedacinho de salsa?" antes de pagar e fechar a conta. O caderno onde aponta com lápis o preço de cada legume. As contas feitas à mão com a ajuda dos dedos para não errar num cêntimo.

Nem sempre consigo organizar os sábados para ir ao mercado. Mas este sábado passado consegui. Entre sestas do pequeno e o levar a Tulipa ao veterinário lá consegui dar um saltinho ao mercado.

Fiquei pela senhora da esquina, à esquerda de quem entra. Já lá tinha comprado duas ou três coisas e desta vez foi tudo.

Maçãs, pêras, uvas, couve, batata doce, xuxu, alfaces (a 0.50 €, dá para acreditar?!). No fim ainda me ofereceu um molho enorme de salsa e coentros acompanhados de um valente beijinho de bom fim de semana e os desejos de uma boa semana. Contente pelos 15 € que lá gastei por uma sacada de legumes "dos bons". Inconsciente dos preços que se praticam nas quintas catalogadas de biológicas. Onde pagaria 3 vezes o preço.

No meio das coisas que de lá trouxe veio um belo pedaço de abobora. Estamos no tempo dela e aquela luziu-me o olho.

"Plantada e colhida por mim", dizia a senhora.

Lá trouxe. Arranjei-a. Toda em cubos e posta no congelador para não deixar estragar.

Uma parte para a sopa do príncipe, o resto logo se via.

Ontem andava nas minhas visitas aos blogues do costume. Dei com este caril de grão de bico e abóbora, nem de propósito.

Tinha tudo em casa menos o leite de coco. Lá dei um salto ao hipermercado para comprar leite de coco (até estava em promoção o biológico).

Ficou uma delicia. Até o senhor meu marido, homem cético em tudo o que não envolva chicha ou peixinho, disse que estava uma delicia e se "parecia muito mal comer tudo".

 

(nota: a receita está no link que coloquei acima, é bom mas não fui eu que inventei.)

 

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D