Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em busca da felicidade

Um bom detergente para os olhos

 

Não há meio de me ver livre das maleitas, ora é o meu estômago, ora é o miúdo com febre e depois com borbulhas do calor, ora é o meu olho direito que insiste em dar-me cabo da tola. Uma cenceira e uma despesa, acrescente-se. Desde há um mês que ando com o olho vermelho, fizeram-me alguns diagnósticos de bolso, tensão alta, stress, conjuntivite, uma fagulha, alergias, eu sei lá. Só sei que passei o mês a esguichar soro fisiológico para a retina e nada de me ver livre da comichão e do vermelho. Até a porra do corretor de olheiras deixei de usar, esse amigo que faz parecer que dormi 7 horas quando mal foram 5.

Fartei-me e marquei consulta, simpáticos consegui para segunda feira, ontem.

Saio do trabalho mesmo em cima da hora da consulta e sou interpelada por um rapaz simpático com um avental verde e uma banete (ou lá o que é o nome daquela coisa que serve para segurar folhas) na mão. Quando vejo que é uma instituição de apoio animal penso, é pá mais cinco minutos e assino a petição. Meio dedo de conversa à frente e percebo que não há petição nenhuma, é para a venda de um cartão que ajuda um animal e dá descontos em vários espaços.

Sou uma pessoa dada a fazer todo o tipo de cartões, principalmente se for para ajudar, e mais ainda se der pontos, mas ontem não dava. Tempo, entenda-se. Era preciso NIB e eu não tinha. O rapaz insistiu e insistiu, que eu podia entrar no Colombo e ir tirar o NIB ao Multibanco. Acabei por lhe dizer ó amigo, vamos lá a ver, eu tenho uma consulta, acha que faz sentido faltar para fazer o vosso cartão? Pergunto se têm site, está em baixo. Pergunto se estão amanhã, que não, que nunca estão no mesmo sitio dois dias. Desculpa lá, mas vai ficar para outra altura.

Sigo, mas levo comigo um misto de culpa e de quem sabe que até geriu bem a situação.

Chego mesmo na hora certa. Orgulhosa, que detesto chegar atrasada.

Percorro metade do Hospital da Luz para encontrar a ala de oftalmologia e quando entro penso que se calhar podia ficar com o olho assim mais tempo. Tanta gente, mas tanta gente. Parecia a feira de enchidos numa tarde solarenga de Domingo.

Espero 10 minutos para dizer que estou e pagar, sim porque o tostão é logo à cabeça, não vá o cliente…desculpem, o paciente, desistir.

Passam mais 5 e sou chamada.

Penso, isto hoje está bem encaminhado.

Vou para uma salinha com metro e meio quadrado e assento a tola em duas máquinas, uma com um barquinho que a senhora dizia estar desfocado. Eu cá vi-o perfeitamente, outro menos agradável em que esguicharam uma coisa para cada vista.

Pensava que seguia logo para a consulta mas pelos vistos era apenas uma triagem. A consulta viria uma hora mais tarde.

Cerca de 100 likes mais tarde e 20 Crónicas na Corda Bamba depois, sou chamada. Ao que parece a médica teve uma urgência que lhe desgraçou a agenda toda.

Vê um olho, vê o outro e diz que tenho uma ipisq-qualquer coisa. Não fixei o nome. Nem sei se é com ou sem h.

Como deixou andar agora vai fazer o tratamento durante 1 mês, e nada de parar porque se sente melhor.

E eu que sim senhora. Consigo ser bem mandada.

Ontem e hoje já pus as primeiras gotas e até parece que o olho esteve em lixivia durante a noite. Não sei bem o que é que leva o detergente mas parece que é bom, limpou-me da vista todas as nódoas persistentes, qual vanish qual quê! Tal não é a brancura da coisa. Por mim parava já, uma vez que tá tudo numa cor normal, isso e porque esguichar coisas para dentro dos olhos não é assim nada que me dê um prazer por aí além. Mas vou ser uma menina bem comportada, vou pôr a gotas todas e todas e quando o tratamento acabar nem a águia do Benfica vê melhor que eu!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------ Gostar da Página ------

------ Blogs de Portugal ------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D