Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Um desafio em 10 perguntas...

O João - que foi desafiado pela Joana, que foi desafiada pela Carol - desafiou-me para responder a uma lista de 10 perguntas. 

Muito obrigada pelo desafio conterrâneo João, tentarei fazer o melhor, sendo certo que, como sabe, aqui no tasco a fasquia é sempre rasteira.

 

Ora cá vai alho, desviem-se:

 

1 - Oferecem-te uma viagem no tempo que não podes recusar. Que época escolhias?

Fico dividida. Há duas pessoas na história mundial que gostaria muito de ter conhecido. Uma delas é a Jane Austen, por isso gostava de dar um saltinho ali a 1800. Se possível apanha-la a escrever o «Orgulho e Preconceito». A outra pessoa que adoraria ter tido o privilegio de conhecer é Albert Einstein; por isso acho que gostaria de dar um saltinho a 1920, acho que seria uma altura interessante para o conhecer.

 

2 - Um filme que te arrependes de ter visto?

«A árvore da vida». Segundo li mais tarde, nem os atores entenderam o filme quando o viram. O tipo que filmava parecia estar sob o efeito de alguns alucinogénios poderosos e a meio do filme espetam com 15 minutos de imagens de screen savers que, alegadamente, representam o inicio de tudo. Para mim são screen savers.

 

3 - Fotografar ou ser fotografada?

O ideal era nenhuma. Fotografo mal e fotografada fico ainda pior. De qualquer forma, imaginemos que até faço um trabalho de fundo na minha auto-estima; preferia ser fotografada que fotografar.

 

4 - Se tivesses obrigatoriamente de apagar o blog amanhã, qual era o título do último post que irias escrever no blog?

«Lamento mas tenho de bazar porque estão a correr comigo do Sapo». Visto que era por obrigação. E depois metia a boca no trombone, dizia tudo o que sabia do Sapo, que anda metido com outra sapa que não é a mulher dele e coisas desse género.

 

5 - Tens [ou já tiveste] alguma celebridade que consideres como o teu ídolo?

Não gosto do conceito de ídolos. Acho que é uma forma de colocar alguém num patamar acima do patamar humano. Tenho muito presente que todos nascemos de um sitio muito parecido e que vamos para um muito igual, pelo que tudo depende do que fazemos no entretanto.

Dito isto, admiro mulheres inteligentes, com humor, com presença, com voz própria. Gosto muito da Tina Fey. Numa nota completamente diferente, gosto muito da Helena Sacadura Cabral. E assim de repente são os nomes que me ocorrem.

 

6 - Uma saída com amigos: discoteca até de madrugada ou jantar e ficam todos em casa a conversar?

Eu sou uma pessoa que já avança para uma certa idade; de maneiras que....para moimeme (mesmo assim: moimeme) seria jantar e vão todos fazer ó-ó. 

(Faço notar que é fazer o ó-ó mesmo e cada um, ou cada casal, para sua respetiva cubata).

 

7 - Qual foi a frase que alguém alguma vez te disse e que nunca esqueceste [não precisa de ser profunda, há frases que simplesmente nos ficam na cabeça]?

Há já alguns anos atrás visitávamos o antigo senhoria do Nuno, o senhor estava a passar por alguns problemas de saúde e, no seguimento da nossa conversa disse-nos uma coisa que nunca mais me esqueci: «viajem, passeiem, conheçam. porque um dia alguém pode vir e levar tudo o que temos. mas ninguém pode tirar o que os nossos olhos já viram». Achei bonito e verdadeiro.

 

8 - Quando estás no carro ouves rádio ou escolhes a música que queres ouvir?

Por acaso antigamente não era fidelizada a rádio nenhuma, andava sempre à pesca das musicas que me apetecia ouvir. Mas hoje em dia é sempre rádio. Por regra a Comercial.

 

9 - Se pudesses voltar atrás no tempo e dizer alguma coisa que ficou por dizer [porque só te lembraste depois, é o que acontece sempre], o que dirias?

Bom, eu sou aquele tipo de pessoa que, em 99% das situações diz coisas inusitadas e que depois, ali 5 minutos depois, se lhe escorrem as palavras certas. Por isso, se calho a voltar atrás tinha de reescrever a maior parte da minha vida. O que vale é que a memória também já está pela hora da morte e eu já não me safava a lembrar-me da porcaria que disse e do texto eloquente que a substituiria.

 

10 - Se pudesses conhecer mais alguém dos blogs, quem seria? 

Ora bem. Isto para mim o mundo dos blogs é uma coisa vasta. Ele há os meus blogs de referência, aqueles que eu já lia antes de me meter nisto. Esses são: o «Cocó na Fralda», cuja autora já conheci e contactei nos Clubes de Leitura organizados pela mesma. É uma pessoa super simpática, acessível, um prazer conhece-la. O outro é o: «Dias de uma Princesa», não conheço a Catarina Beato, contudo tenho uma colega de trabalho que é sua amiga desde a infância. Coincidências.

Há ainda uma terceira blogger que eu gostava de conhecer que é a Joana Ferreira Duarte do blog «Perna Fina», acho que é uma miúda com uma história muito gira; ela própria é muito gira, super confiante e um bom exemplo, porque é uma mulher como qualquer outra que encontrou uma forma excelente de se valorizar pelo que é. Gosto dela e gosto do espaço. Ela certamente detestaria o meu, não só porque não gosta, de todo, de erros ortográficos (e toda gente sabe que vai na volta e eu tropeço na gramática e baralho letras); e porque é professora primária.

Odespois...

Temos a malta aqui da Sapolândia.

O João eu já conheço. A Joana não quero conhecer. É pessoa para me deixar os cotovelos gretados com inveja, por isso, vai de retro!

Ficam-me assim duas almas (que ainda estão em seus corpos, quero acreditar) que eu gostava de conhecer. Uma delas é a Marta Elle, é sempre uma querida. A outra é uma figura nova aqui na Sapolância, mas gosto do nome do blog e gosto de malta que ralha consigo mesmo em frente ao espelho. Falo do Triptofano.

 

Dito isto, é para chutar a bola para outro, certo?

Então é assim, entre a Marta e o Triptofano vou passar ao Triptofano, unicamente porque o rapaz é novo nesta vila sapatória e é uma forma de saber que às vezes há estas coisas dos desafios.

 

Assim, Triptofano, não tenho alterações a fazer às questões, o palco é teu...

 

9 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D