Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em busca da felicidade

Vou-me mudar para o Japão.

japão.jpg

(imagem retirada da net) 

 

Sabe quem me conhece que o maior sonho de minha vida é chegar a velha. Velha bem velha. Velha curvada e cheia de dentes (que tenho andado a juntar dinheiro para gastar no Maló para quando estes caírem). Velha de braço dado com o meu velho, esse sim sem dentes e de dentadura porque é caguinchas demais para deixar o Maló trabalhar.

Ver muitas coisas. Ver o filho crescer, ter filhos, ficar ele próprio velho.

Sentar-me nas festas de natal e contar sempre as mesmas histórias até mais ninguém me conseguir aturar. Poder libertar um flato nas reuniões de família quando a conversa já não me interessa porque “a avozinha já tem idade e os intestinos já não são os mesmos”. Ir às aulas de hidroginástica e tomar os meus placebozinhos todos.

Um dia, com tudo visto. Filhos, netos, bisnetos. Barriguinha cheia das coisas pequenas que fazem a vida apago-se-me e vou lá p’a herdade que tenho no céu (não espero nada menos com os malucos que tenho aturado uma vida inteira).

 

Ora pois que este domingo deu uma reportagem na TVI sobre a longevidade dos japoneses. Diz que há no Japão mais de 60 mil pessoas com mais de 100 anos.

Agrada-me.

Diz uma velhota com 99 anos que come sopa de miso e peixe. Não come carne.

(eu a tirar notas)

Diz que fazem exercício e que com o avançar da idade procuram atividades, hobbies, de precisão para estimular a mente e retardar a demência. No ocidente, vemos a Tarde é Sua e a Casa dos Segredos, a ver se atingimos a demência antes da terceira idade.

 

Não vi toda a reportagem pois estava a levar a cabo uma outra atividade de precisão, convencer meu rico filho que a sopa tem de ser digerida.

Por esse motivo, senhor meu esponjo, ia-me explicando mais ou menos o que passava.

Diz então que fazem check ups mensais.

Concordo. Sou tudo a favor de tirar fotos ao interior e a ter um senhor ou uma senhora de batinha branca a dizer que estamos finos.

Diz que não comem carne vermelha, a não ser, atente-se….tararararararã…carne de vaca, de umas vacas de uma terra chamada Kobe, criadas de determinada forma que são alimentadas à mão com maçãzinhas e coiso (pelo menos foi o que meu esponjo me disse, a ser mentira, hoje leva com um barrote nas costas quando chegarmos a casa). Especificamente, diz que ouvem música clássica e são massajadas as tipas.

 

E eu penso para comigo. Mas têm lá sismos para caraças. Pois, mas a menos que se abra um fosso no chão, ou que se esteja mesmo ao lado de uma estante do IKEA que ficou mal montada e leve com ela mesmo na fonte na sequência de uma replica de 8 na escala de Richter, estou safa.

 

Por isso quer-me fazer crer que vou meter tudo na mala, afinar os olhinhos e pôr-me a andar p’ó Japõn.

 

Depois venho cá nas férias com o meu selfie stick quitado tirar umas fotos ao Marquês.

 

32 comentários

Comentar post

------ Gostar da Página ------

----ATENÇÃO!----

Este não é o meu cantinho, este não é o meu refugio e este não é o meu diário público. Este é o meu tasco. Servem-se petiscos carregados de óleo velho, jolas, caracoladas e meia dúzia de piadas parvas. Se procura um espaço mais aprimorado é tentar na porta ao lado. Aqui arrota-se. Dão-se chupas aos miúdos (sim com açúcar...nada de stevia). Aqui dão-se erros ortográficos, baralha-se a semântica e escrevem-se frases à Saramago…e não falo da qualidade intrincada de ideias, é mesmo pela falta de pontuação. Aqui corre-se ocasionalmente, mas sempre com os bofes pela boca e acompanhado do #excuses, muitas #excuses. Aqui faz-se o que dá na real gana, mas sempre com algum juízo. Se estiver confortável com o acima disposto, sente-se e mande vir um pires de caracóis que já atendemos.

--------Instagram--------

------Blogs de Portugal------

----- Seguir no Bloglovin -----

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

------- Mais sobre mim -------

foto do autor

------------ Arquivo ------------

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D